quinta-feira, outubro 09, 2008

[foto/ vídeo] Deu tilt

Então, tem essa técnica relativamente nova, chamada tilt shift, ou tilt photography. Parecem maquetes, mas são foto reais feitas com uma lente especial que faz com que tudo pareça miniatura. O processo apearece explicado em inglês neste enlace.



Aí, quando a coisa já começava a deixar de ser novidade, vem este tal de Keith Loutit e grava uns vídeos tilt shift.


Beached from Keith Loutit on Vimeo.

5 comentários:

Pedro Berocan disse...

Poxa que incrível!!!
Gostei

9h disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
9h disse...

Bom, pra quem quiser uma explicação técnica sem ter que ler o longo texto do site que a Nina linkou, aí vai.

Numa lente no tilt and shift, existem três plano paralelos: o do foco (normalmente encima do objeto fotografado), o plano da lente e o plano da imagem invertida que se forma no filme ou sensor digital.

Ao mover o plano da lente pra acontecem duas coisas.

A perspectiva (o ponto de fuga) se altera. Essa técnica sempre foi muito usada, por exemplo, em fotografia de arquitetura para corregir as fugas de um prédio com uma foto feita desde baixo.

A outra coisa "anormal" que acontece é que o plano do foco já não fica paralelo ao plano da imagem. Ou seja, você pode ter um foco que é uma linha na imagem, se se gira a lente em um plano somente; Ou somente um ponto em foco se se gira a lente verticalmente e horizontalmente ao mesmo tempo (tilt and shift).

A imagem final se parece a uma foto (video ou filme) de uma maquete porque as maquetes são fotografadas sempre com lentes macros que têm uma profundidade de campo muito curta. Ou seja, a distância entre o plano mais próximo e o mais longínquo enfocado na nossa persepção é muito pequena. Isso faz com que vejamos só uma área pequena da imagem em foco.

Só uma última coisa. Essa não é uma técnica nova. Desculpa Nininha (casa de ferreiro espeto de pau, né!), mas as antiquíssimas câmeras de placas tinham inerentes à sua composição esse recurso sem necessidade de lentes especiais.

Essas câmeras de enormes negativos individuais, que tinham os planos da lente e do filme independentes e separados por um fole negro, esgotaram essa técnica que parece novedosa hoje ao ser resgatada por gente muito criativa em séries como CSI ou em filmes como A Escafandra e a Mariposa, cinematografa por Janusz Kaminski e dirigida Julian Schnabel.

cassiobossert disse...

doido isso hein!!!! logo mais sai o primeiro video clipe com isso ae!! bandinha de maquete!!!!
o 9h.. ta cheio de 9 horas hein! HA HA! da pra explicar em letra de forma pro tio aqui. muito cumpricadu, a lente do campo da 3 divisao (o curintias ta na segunda!)

gugudadaltda disse...

barcelona ficou assim pequenininha agora que a dona do post foi embora. saudades da cumadi nina.