quinta-feira, junho 04, 2009

Belmondo em O Homem do Rio ( do rio?)

Si Brasília ya es aburrida hoy en dia,imagináte en 1964....
Ese vídeo vá en homenage a nuestro amigo Ricardinho, que nos hizo ver tantas peliculas brasileñas emocionates y raras.
Vai que sua garoto!

Um comentário:

gugudadaltda disse...

genial. dá pra ver que brasília não passava de uma fazenda com um monte de edifícios estranhos saídos do nada. mais ou menos como hoje. a diferença é que na época a rua das putas era só poeirão e que dar rasante com um avião no congresso nem criava pânico...

só achei sacanagem roubar bicicleta de peão! mas entendi a metáfora do filme. homem do rio é qualquer um que não encontra lugar nessa cidade estranha chamada bras-ilha. tão estranha que dá na mesma a montagem errada do começo.

o cara corre da rodoviaria ao palacio do planalto em um segundo e de repente passa atrás dos ministérios e chega onde ia ser montado o difunto gran circo lar!! tá perdidinho mesmo o carioca!